Teoria dos canais e colaterais

A teoria dos canais e colaterais é um componente importante da teoria da medicina tradicional chinesa. Abrange as funções fisiológicas e alterações patológicas dos canais e colaterais, as suas inter relações com os órgãos zang-fu, e é essencial para orientar a prática clínica, especialmente o tratamento com acupuntura.

O sistema e funções de canais e colaterais
O sistema de canais e colaterais constitui os doze canais regulares, os oito canais extraordinários, os quinze colaterais, os doze canais divergentes, as regiões muscular-tendinosas e cutâneas dos doze canais regulares.

Fisiologicamente, os canais e colaterais são considerados uma série de passagens de conexão através das quais o Qi e o Xue (sangue, mas não só) circulam para regular as funções dos zang-fu (órgãos e vísceras), tecidos e órgãos dos sentidos. Essas passagens também conduzem as sensações e reações (deqi) no tratamento com acupuntura.
Os cinco órgãos zang e seis fu, os quatro membros, nove orifícios, músculos da pele, vasos e tendões, embora tenham suas respetivas funções fisiológicas, enquanto vistos isoladamente, também mantêm a harmonia e a singularidade das partes internas, externas, superiores e inferiores do corpo como um entidade unida e orgânica. Essa interconexão e combinação orgânica depende da função dos canais e do sistema de colaterais.

Todos os tecidos e órgãos do corpo humano precisam da nutrição de Qi e sangue para manter suas atividades fisiológicas normais. A distribuição e a circulação de Qi e sangue por todo o corpo para nutrir os zang-fu, tecidos e órgãos e para resistir a fatores patológicos exógenos dependem da integridade funcional de transporte dos canais e colaterais.
Como pode ser observado no Lingshu:

“Os canais e colaterais são as passagens pelas quais o sangue e o qi fluem para nutrir yin e yang, umedecer tendões e ossos e lubrificar as articulações.”

Patologicamente, os canais e colaterais são as vias pelas quais os fatores patológicos exógenos são transmitidos exterior para o interior.
No Suwen diz-se que:

“Quando fatores patogénicos invadem a pele e os poros estão abertos, eles entram nas colaterais. Quando os colaterais ficam cheios, os fatores patogénicos se movem para os canais. Quando os canais estão cheios, os fatores patogénicos são transmitidos e residem nos órgãos zang e fu.”

As partes interna e externa, superior e inferior do corpo formam uma entidade interdependente integrada por meio da rede de conexão de canais e colaterais. Portanto, na presença de condições patológicas, cada parte do corpo afetará o resto por meio dos canais e colaterais. Os canais e colaterais não são apenas as passagens de transmissão de doenças, mas também podem refletir mudanças patológicas. As doenças dos órgãos zang-fu podem refletir-se na superfície do corpo, especialmente em certas áreas ou em certos pontos, por meio da transmissão de canais e colaterais.

No diagnóstico, os canais e colaterais têm trajetos determinados que se ligam aos órgãos zang-fu. Eles também refletem mudanças patológicas na superfície corporal. Portanto, o diagnóstico clínico pode ser feito de acordo com os sintomas relacionados a esses trajetos e aos seus respetivos órgãos zang-fu.

No tratamento, a teoria dos canais e colaterais é amplamente utilizada no tratamento clínico para diferentes ramos da medicina tradicional chinesa. Os tratamentos com ervas medicinais tradicionais baseiam-se nas suas principais ações em relação aos órgãos e canais relacionados ao zang-fu. Na prática da acupuntura, a teoria dos canais e colaterais é a base de todo o tratamento e prática clínica. A seleção de pontos e as combinações que formam protocolos de tratamento são todas feitas nesta base.

 


Referências:

Channel and Collateral Theory @ Traditional Chinese Medicine Basics (TCMBasics.com) – TCM theories, resources, herbs, materia medica. Tcmbasics.com. (2020).

Partilhe este artigo

Marque uma consulta

Faça a sua pré-marcação através do formulário abaixo. Entraremos em contacto consigo para confirmar a data.

Contactos

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de utilização deste website. Veja aqui a nossa Política de Privacidade.